Digite o que procura

Blog

“Sabença popular” de Matinhos

“Sabença popular” de Matinhos

Crença popular antiga

A sabença popular exprime a sabedoria do povo desde a previsão do tempo até os remédios caseiros, mas inclui também as crenças e lendas. Entre as mais conhecidas estavam os benzimentos e as curas. Entre os curandeiros mais famosos estavam Antônio Crisanto, morador do Perequê – atual balneário Flórida, e Antônio Faustino da Silva, conhecido como Milome, que atendia em Matinhos. Além das rezas, eram receitados alguns remédios para mal-estares e doenças. Conheça alguns:

Para mal-estar, era popular o laxante: feito de chá de sene, maná ou rosa branca, bem como o óleo de rícino com mel, além dos suadores, obtidos através da fervura de folhas de laranjeira ou sabugueiro acompanhada de café, pinga, limão ou açúcar.

caboclo 04

Para reumatismos, por exemplo, eram recomendados os banhos em folha de samambaia e aplicação de banha de galinha. Mas, cada doença tinha sua combinação e tempo de resguardos específicos.

Para as grávidas, existia todo um conjunto de saberes. Para febres (recaídas), recomendava-se o chá de praturá. Além dele, orientava-se o não consumo de peixes e a ingestão diária do “quentão”, uma mistura de cachaça com noz-moscada, pechelin, gengibre, entre outros… a bebida popular tinha por função fazer descer todo e qualquer resíduo da placenta que ainda estivesse na ‘mãe-do-corpo’ (útero).

Para os bebês que choravam muito, eram feitas orações e preces. O benzimento para ‘sapinho’ era feito com folha de mamona e para aqueles que não dormiam bem, recomendava-se levá-lo ao rio e caçar o reflexo com uma peneira.

As pessoas com ‘rasgadura’ ou ‘torções’ eram tratadas pela benzedeira com um pano novo, que ia ‘costurando’ sobre o local machucado e iam dizendo: “Que benzo?” e o paciente respondia: “Carne rasgada e nervo torto”.

Fonte: João José Bigarella

POSTAR COMENTÁRIO

Seu endereço de email não será publicado.